domingo, 26 de agosto de 2012

Caminhos da Trindade


Essa ilha de origem vulcânica é repleta de montes e vales, imensas formações rochosas que são belas e ao mesmo tempo assustadoras. Grandes blocos rochosos desagregados tornam o solo instável e cada passo tem que ser pensado rapidamente para que o desequilíbrio não te jogue num abismo.

Parte leste da ilha vista do Pico do Desejado
O pico de Desejado é o ponto mais alto da ilha, cortando o céu na altura de 620 m. O caminho até lá é difícil, inclinado e imprevisível. Em alguns momentos é preciso escalar as rochas com auxílio de cabos (cordas) para facilitar a subida. Todo o esforço é compensado quando aquele imenso azul contornado por um horizonte levemente curvado surge na sua frente. O vento que corre lá em cima canta toda a beleza daquela paisagem. Não existem palavras nem imagens que possam descrever esse cenário, só sabe quem respira aqueles ares.

Outra trilha interessante é a que nos leva à Crista do Galo, uma das pontas ao norte da ilha. No caminho se encontram grandes blocos de rochas que exigem passos estreitos e altos. A trilha passa pela praia dos Cabritos, umas das poucas faixas de areia que ocorre em Trindade e no final vários sargentinhos dividem conosco um refrescante banho numa charmosa piscina natural rodeada de corais.
Trilha de acesso à Crista do Galo (última pedra
no lado direito da foto)

Piscina natural na Crista do Galo

Na direção oposta à Crista do Galo existe um enorme paredão perfurado por um túnel natural por onde a água atravessa de um lado para outro. A trilha é relativamente tranquila, comparada com as demais, mas o visual é tão bonito quanto. O contraste de cores e a violência das ondas quebrando nas rochas fazem desse cenário um dos mais belos desse paraíso insular. Um lugar para ficar eternamente vagando pelas minhas boas lembranças.
Paredão do túnel

Túnel

2 comentários:

  1. Esse seu texto, suas fotos, a poesia do mar e a nossa saudade. Beijo grande neguita...

    ResponderExcluir