sexta-feira, 31 de julho de 2009

A tecnologia a favor do amor



Uma ferramenta cibernética, embora aparentemente inimiga da naturalidade que ronda esse lugar, tem sido crucial na manutenção de um contato deveras necessário.

Quando partimos de um lugar deixamos sempre um ponto, no qual metade de si insiste em manter-se concentrado. Esse magnetismo te atrai como um ímã e te faz pensar no quanto a distância pode ser corrosiva e quanto de coragem é preciso para se desvencilhar de parte de sua alma. Dessa forma, letras aglomeradas percorrendo fios imaginários te afagam, tranquilizam e até perturbam, fazendo com que as duas partes de si permaneçam, virtualmente, conectadas. É assim mesmo, de fato o amor não se desmembra, por isso que é tão nocivo quando se alia à distância, testando a força de corações aflitos. Porém, impetuoso, transbordará no paraíso!

2 comentários:

  1. O amor é um fio que se estende entre as pessoas,que quando uma puxa de um lado a outra sente do outro...you make me rapped !!!

    Saudade não cessa,,,

    ResponderExcluir
  2. Humm

    "O amor é um fio de telégrafo"...

    ResponderExcluir